Páginas

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Experiência e riqueza

Hoje aconteceu um desses momentos que surpreendem a gente. Fui conversar com minha prima Denise, pois vou utilizar as publicações de sua página "Dê e Bruce" em uma monografia sobre os livros do bebê e a subjetivação da gestante. Mas aí, ao ver o desenrolar da conversa, percebi que eu tinha ali um depoimento muito forte, importante e necessário de ser divulgado por aí. Era muito mais do que gravidez, tinha a ver com muita coisa da vida. Era tanto para mim, que não quero ter filhos, como para todas as mulheres (e para os homens, também!) que querem ser pessoas melhores.
Fora que nosso papo dialogou com Benjamin e seu narrador da experiência, com vários dos devires de Deleuze e Guattari, o imaginário (o devaneio de Bachelard?), o exercício da escrita de si de Foucault ... fora que teve Beauvoir, feminismo, matriarcado... putz, foi um conversão! Não tinha como não compartilhar aos quatro ventos. Então segue aí, o relato de Denise Almeida sobre seu processo de subjetivação pré-concepção, de gravidez e, o estabelecimento do relacionamento com a super simpática Surya!