Páginas

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Presente de aniversário


A pedido de um amigo (que descobriu hoje que eu escrevia poesia) publico um outro poema que escrevi para um grande amigo em seu aniversário. Estava longe e queria muito estar lá, para comemorar. Descobri um jeito de estar um pouco mais próxima.



Feliz Aniversário


Meus pensamentos rasgam a terra,
e voam no ar.
E como se não bastasse,
também mergulham no mar.
Pois o que é a distância,
para os que sabem se deslocar?

domingo, 28 de abril de 2013

Bem casados

         
Entreguei esses poemas pela primeira vez em setembro de 2008 a um casal de amigos. A inspiração viera enquanto degustava no dia seguinte os bem-casados da festa dos pombinhos. Copiei uma primeira versão desses poemas para cada um no papel do bem-casado e entreguei. Hoje, publico uma versão atualizada (com pequeninas modificações) e dedico aos recém-casados Adriana Tapajós e André Alves.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Expresso Rio-Bahia



No mundo de hoje é a TV que muitas vezes nos deixa a primeira impressão de uma obra. Afinal, quem não se lembra de Sônia Braga sorrindo inocente na famosa “cena da pipa” em Gabriela ou das tórridas cenas de sexo de “A vida como ela é” no Fantástico? É aí que os papéis se invertem e cabe ao livro (por ele mesmo, sem intermediários) contar sua história e refazer sua imagem e a de seus autores para o público.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Ode ao Artista (ou idílio Pop Art)


Mais do que uma história de vida: uma dura jornada repleta de questionamentos. Até onde estamos dispostos a ir para realizarmos nossos sonhos? Quantas batalhas travamos, quantas vezes caímos e levantamos, tudo em busca da plenitude da alma?
Imagine as maiores dificuldades que uma pessoa pode passar: perdas, falta de recursos financeiros, abandono, incompreensão, exposição aos maiores riscos... as pedras estão todas lá, bem no meio do caminho.
Em "Só Garotos" (publicado no Brasil pela Cia. das Letras), a roqueira, poetisa e escritora Patti Smith revela suas memórias e coloca em pauta o sentido e a intensidade dessa busca na vida do artista. Porém, mesmo se tratando de fatos reais, a obra não carrega em momento algum a rudeza do Realismo.

Allumeuse?!?


            Oriunda de uma fan-fiction da saga “Crespúsculo”, a trilogia erótica “Cinqüenta tons”, da britânica E.L.James, está quebrando recordes.  Já vendeu mais de 40 milhões de cópias no mundo todo, desbancou “Harry Potter” como obra que mais rapidamente alcançou as listas de best-sellers e no Brasil a repercussão não é diferente: o fim da série, “Cinqüenta Tons de Liberdade” (lançado em novembro pela Editora Intrínseca), parece seguir o mesmo rumo dos dois primeiros volumes, atingindo com facilidade o topo das listas de mais vendidos.  E qual seria o motivo de tamanho sucesso?